Partidos políticos se reúnem para definir apoio no segundo turno

Foto: Google imagens

Faltam três semanas para o segundo turno e os partidos começam a definir qual candidato à Presidência da República vão apoiar.

A Executiva do PSDB, por exemplo, se reúne em Brasília hoje (9) à tarde para definir apoio.

O PDT, partido do terceiro colocado, Ciro Gomes, também vai discutir o assunto nos próximos dias.  O presidente da legenda, Carlos Lupi, descartou a possibilidade de apoio ao candidato Jair Bolsonaro. Em nota, o partido afirmou que não vai aplicar punições ao filiado que quiser se manter neutro, mas que vai expulsar da legenda quem anunciar adesão ao candidato do PSL.

Por enquanto, somente o PSOL anunciou apoio formal ao candidato Fernando Haddad, do PT.

Marina Silva , da Rede, disse que vai adotar uma postura de oposição, independentemente de quem saia vitorioso nas urnas.

O candidato Álvaro Dias, do Podemos, vai fazer uma transmissão ao vivo pelo Facebook para anunciar seu posicionamento.

O PSB também reúne a Executiva hoje em Brasília.

Os demais partidos deverão definir suas situações até o fim da semana.

Fernando Haddad se reúne hoje, em São Paulo, com a Executiva Nacional do PT e governadores que apoiam a Coligação O Povo Feliz de Novo. O candidato Jair Bolsonaro, do PSL, deve se reunir com o assessor econômico da campanha, Paulo Guedes.

Fonte: EBC