Prorrogada até 15 de junho campanha de vacinação contra gripe

Foto: Google Imagens

O público-alvo da campanha contra a gripe vai ter mais 14 dias para procurar os postos de vacinação. O Ministério da Saúde confirmou que a campanha que terminaria no próximo dia primeiro foi prorrogada para 15 de junho, devido ao impacto da paralisação dos caminhoneiros nos atendimentos em saúde.

Segundo o órgão, as 60 milhões de doses já foram distribuídas para todos os estados e o Distrito Federal. Caso ainda haja doses no estoque, a vacinação poderá ser ampliada para crianças com idade entre cinco e nove anos.

Até o momento, a prioridade são os pequenos com até cinco anos incompletos, além de idosos, gestantes, pessoas com morbidades, e público com maior risco de complicações para a doença.

Do total de mais de 54 milhões de pessoas esperadas, ainda faltam ser vacinadas quase 19 milhões, o que significa um alcance, até o momento, de 66 por cento do público-alvo. Em Goiás, 99% do público-alvo já foi vacinado e, no Amapá, mais de 90%. O menor índice está em Roraima, onde pouco mais de 30% das pessoas estão imunizadas.

As crianças continuam sendo o público com o menor índice de imunização: menos da metade delas foram levadas aos postos de vacinação. No topo da cobertura, estão as puérperas, mulheres que deram a luz em menos de 45 dias. Esse grupo está com cobertura de 78%.

 

Até o último sábado, o Brasil registrava mais de dois mil casos de influenza, com 335 mortes.

Fonte: EBC

Campo Verde deve imunizar mais de 8 mil pessoas contra o vírus da influenza

Foto: http://prefeitura.rio/

Começou nesta segunda-feira  (23) a campanha nacional de vacinação contra a influenza (gripe), coordenada pelo Ministério da Saúde. Em Campo Verde, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, 8.284 pessoas devem ser imunizadas até o dia 30 de maio. No dia 12 de maio será realizado o “Dia D” da vacinação, com os postos de saúde da zona urbana atendendo das 8h00 às 17h00.

De acordo com a preconização do Ministério da Saúde, devem ser vacinados idosos com mais de 60 anos, indígenas, gestantes, mulheres que deram à luz a menos de 45 dias (puérperas), crianças com idade de 6 meses a 4 anos, 11 meses e 29 dias e trabalhadores da saúde. “Esses têm prioridade”, ressaltou a enfermeira da Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde, Vânia Christina Sanchez Franceschi.

Também devem ser imunizados professores e portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas específicas mediante prescrição médica. O objetivo da vacinação, de acordo com Vânia Franceschi, é reduzir as complicações, internações e mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus da influenza (gripe).

Em Campo Verde, de acordo com a enfermeira da Vigilância Epidemiológica, a campanha não obedecerá o calendário do Ministério da Saúde, que prevê a vacinação por etapas. No município, todas as pessoas que fazem parte do público alvo já podem procurar os PSF´s da área urbana para serem vacinados. As gestantes poderão se vacinar também no CAISM.

Vânia Franceschi informou que as vacinas estão sendo encaminhadas por lotes pelo Escritório Regional da Secretaria Estadual de Saúde de Rondonópolis. “Nós recebemos até agora 30% do total necessário para atingirmos a meta. Enquanto houver doses vamos vacinar”, informou.

Na zona rural, de acordo com a enfermeira, a imunização obedecerá um calendário que está sendo preparado pela Secretaria de Saúde com base nas dozes de vacina disponíveis. “Mas quem quiser antecipar pode procurar o PSF´s de referência, que fica próximo à Prefeitura”, orientou.

O secretário de Saúde de Campo Verde, Altair Timoteo de Araújo, tranquilizou a população quanto aos casos de gripe H1N1 ou H2N3. Segundo ele, nenhum caso de contaminação pelos vírus transmissores dessas doenças foi registrado no Município nos últimos anos.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Especialistas desmentem boato de inverno mais rigoroso dos últimos 100

(Foto: Google Imagens )

Na última semana, notícias de que o inverno seria o mais rigoroso dos últimos 100 anos, devido ao fenômeno La Niña, circularam na internet. A notícia viralizou até mesmo em outros países. No entanto, quem estiver na expectativa de frio extremo, pode se decepcionar.

Isso porque neste ano, especialistas preveem um inverno um pouco mais quente do que a média no país. Segundo o Climatempo, os principais centros de análise de monitoramento de fenômenos oceânicos mostram que o El Niño e La Niña não estarão presentes no decorrer do outono/inverno de 2018 no Hemisfério Sul e Norte.
O coordenador geral de meteorologia do Inmet, Expedito Rebello, afirma que trata-se de uma notícia falsa, com uma chance remota. “Não dá para dizer que teremos o inverno mais frio de 100 anos. Só dá para prever com maior exatidão entre 5 a 7 dias, a partir daí, o resto é chute. Pode até ser que aconteça, mas é extremamente difícil”, salienta.
Segundo ele, a última massa de ar intensa ocorreu em julho de 1975, há 43 anos. “Deu uma geada generalizada e acabou principalmente com cafezais em São Paulo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Mato Grosso. O governo teve de subir as culturas de café para Minas Gerais e Espírito Santo. Mas, em uma situação de frio extremo, estamos preparados para avisar caso ocorra”, explica.
Fonte: Correio Braziliense

Polícia Federal anuncia concurso público para 500 vagas

Foto: Google Imagens

Concurso público da Polícia Federal terá 500 vagas para cargos de delegado, perito criminal, escrivão, entre outros.

O prazo para a publicação do edital de abertura de inscrições será até 20 de outubro.

Como requisitos, para as 150 vagas de delegado, os candidatos devem ter nível superior em direito.

Quem optar para escrivão, agente e papiloscopista, deverá ter nível superior em qualquer área.

O edital definirá quais áreas de graduação serão aceitas para as 60 oportunidades de perito criminal

Os inscritos são avaliados por meio de provas objetivas e discursivas, exame de aptidão física, exame médico, avaliação psicológica, entre outras qualificações, a depender da vaga escolhida.

Fonte: Agência Rádio2

Aposentados e pensionistas com dificuldade de locomoção podem solicitar recadastramento domiciliar

Em Mato Grosso serão recenseados 767 aposentados e pensionistas estaduais abrangidos pelo Termo de Cooperação Financeira firmado entre a União e os Estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, que precisam se recadastrar até o dia 04 de maio. Até o momento, apenas 355 (46,28%) do total de beneficiários convocados realizaram o recadastramento, quatro deles em domicílio.

Os inativos com dificuldade de locomoção por motivo de saúde, comprovada por atestado médico, assim como pacientes internados, podem fazer o recadastramento obrigatório em domicílio. O serviço deve ser solicitado através do telefone (65) 2127-1559 ou pelo e-mail [email protected], durante o prazo estabelecido para o recadastramento.

A visita domiciliar é realizada em todos os polos de recadastramento em território nacional, constante no edital de convocação 001/MTPREV de 12 de março de 2018, disponível no Diário Oficial Eletrônico (www.iomat.mt.gov.br). Através do edital os beneficiários também encontram informações sobre quais documentos precisam apresentar para se recadastrar.

Instituído pelo Decreto nº 1.372/2018 o recadastramento cumpre a obrigatoriedade de utilização de mecanismos eficazes de controle de benefícios pagos pelo poder Executivo. Quem não se recadastrar terá os vencimentos suspensos a partir de maio, até que a pendência seja regularizada. Não há previsão para realização do censo previdenciário dos demais aposentados e pensionistas do Estado.

Os servidores convocados poderão sanar dúvidas acessando a cartilha de “Perguntas e Respostas” disponível no site do MTPrev (www.mtprev.mt.gov.br) ou através dos telefones (65) 3363-5305 e (65) 3363-5300.

Fonte: MTviaRádio

Dez times se enfrentam em busca do primeiro titulo da Copa Cidesasul

Foto: Assessoria de Imprensa

A Copa Cidesasul é realizada pelo Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental da Região Sul de Mato Grosso, ao qual Campo Verde também é consorciado.

E neste domingo, 22 de abril, o time da casa irá realizar sua terceira partida, sendo a segunda vez nos gramados do Estádio Municipal, desta vez contra o time de Santo Antônio do Leste. A bola irá rolar às 15 horas, com entrada gratuita.

Além da premiação de R$ 20 mil reais, a organização do evento irá contemplar a melhor e maior torcida, que até agora segue liderada pelo município de Nova Brasilândia.

A seleção de Campo Verde é uma das favoritas, a qual já na abertura da 1ª Copa Cidesasul de Futebol de Campo abocanhou o Torneio de Inicio. Estão na Disputa também: Dom Aquino, Jaciara, Juscimeira, Itiquira, Pedra Preta, São Pedro da Cipa e Poxoréu.

Fonte: Redação Cidade Bela FM

Secretaria diz ter recebido menos de 40% das doses previstas para MT e prevê atraso na vacinação contra a gripe no interior

Campanha de Vacinação começa em todo o país no dia 23 de abril (Foto: Maurício Sordilli/Secop-Suzano)

A secretaria de Estado de Saúde (SES) de Mato Grosso disse nessa quinta-feira (19) que existe a possibilidade de atraso na vacinação contra gripe nos municípios do estado. A campanha de vacinação começa na próxima segunda-feira (23) em todo o país.

O Ministério da Saúde declarou que deve enviar mais de 850 mil doses para Mato Grosso, divididas em lotes que serão enviados gradativamente.

A SES disse que recebeu 314 mil doses, o que representa 37% do lote que o Ministério da Saúde tem de enviar para atender a demanda. Os lotes começaram a ser distribuídos nas cidades mato-grossenses.

De acordo com a SES, apenas os municípios de Nossa Senhora do Livramento, Planalto da Serra, Jangada, Barão de Melgaço, Acorizal, Santo Antônio de Leverger, Nova Brasilândia e os municípios da regional de São Félix do Araguaia estão recebendo 100% do quantitativo necessário para atender a demanda.

A secretaria diz que devido ao pouco tempo que tem entre a chegada das doses, que ocorreu no dia 17 de abril, e o início da campanha, para entregar a vacina para todos os municípios, alguns que estão até mil quilômetros distantes da capital provavelmente não poderão começar a vacinar no dia 23.

A SES afirma que vai fornecer as doses para todos os 141 municípios na medida em que o Ministério da Saúde realizar a remessa dos demais lotes.

O Ministério da Saúde continuará a fazer as entregas parceladas até o dia D da campanha, que está previsto para o dia 12 de maio. A distribuição das vacinas prosseguirá durante sábado e domingo (21 e 22 de abril) e deve ser concluída na próxima semana.

As vacinas estão sendo entregues para os Escritórios Regionais de Saúde (ERS) instalados nos seguintes municípios Água Boa, Alta Floresta, Barra do Garças, Cáceres, Diamantino, Juara, Juína, Porto Alegre do Norte, Peixoto de Azevedo, Pontes e Lacerda, Rondonópolis, Tangará da Serra, São Félix do Araguaia e Baixada Cuiabana.

Público prioritário

A campanha nacional de vacinação contra a gripe influenza é destinada prioritariamente para pessoas com 60 anos ou mais de idade, crianças na faixa etária de 6 meses a menores de 5 anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias), as gestantes, as puérperas (até 45 dias após o parto), os profissionais de saúde, os povos indígenas, os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais e a população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

Sinais e sintomas

Febre com duração em torno de 3 dias, dor de cabeça, dor nos músculos, calafrios, prostração, tosse seca, dor de garganta, espirros e coriza, pele quente e úmida, olhos hiperemiados e lacrimejantes, garganta seca, rouquidão e sensação de queimor retroesternal ao tossir, aumento dos linfonodos cervicais, diarreia, fraqueza e náuseas.

Fonte: G1 MT

Revisão do Artigo 29, inciso II: INSS paga em maio sexto lote de diferenças

Foto: Jornal Total

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) inicia no dia 02 de maio o pagamento do sexto lote das diferenças oriundas do processamento de revisão dos benefícios impactados pela mudança na interpretação do inciso II do Artigo 29 da Lei 8.213 de 1991. A revisão é fruto do cumprimento do acordo firmado em agosto de 2012, entre o INSS, o Ministério Público Federal e o Sindicato Nacional dos Aposentados e Pensionistas da Força Sindical, homologado pela Justiça Federal em São Paulo, no âmbito da Ação Civil Pública (ACP).

Seguindo o cronograma de pagamento estabelecido no acordo, o sexto lote de atrasados abrange cerca de 31 mil benefícios das espécies pensão por morte, auxílio doença previdenciário, aposentadoria por invalidez, auxílio acidente previdenciário, auxílio doença por acidente de trabalho, aposentadoria por invalidez por acidente de trabalho, auxílio doença por acidente de trabalho, auxílio acidente e pensão por morte por acidente de trabalho. Neste lote, as diferenças serão pagas para beneficiários que possuem benefícios ativos (situação em 17/04/2012), com idade até 45 anos e com valores a receber a partir de R$ 15.000,01 mil reais. No total, serão pagos aproximadamente R$ 680 milhões de reais.

A data do pagamento foi definida com base no final do número do benefício. Assim, benefícios com final 1 e 6 terão o crédito disponível no dia 02 de maio. Aqueles com final 2 e 7 no dia 3, final 3 e 8 no dia 4, com final 4 e 9 no dia 5 e benefícios com final 5 e 0 receberão as diferenças no dia 8 de maio. Para os benefícios em que titular faleceu após o processamento da revisão e antes do recebimento do crédito, e dos quais derivaram pensões por morte, serão realizados os pagamentos das diferenças no decorrer do mês de junho de 2018.

Fonte: INSS

Caixa anuncia redução de juros e aumento do valor financiado para a casa própria

Foto: Site RepórterMT)

Caixa Econômica Federal anunciou nesta segunda-feira (16) a redução dos juros para financiamento da casa própria e o aumento do percentual do valor a ser financiado para compra de imóvel usado. As mudanças, que começam a valer hoje, são para linhas de financiamento que utilizam recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo.

Para compra de imóveis pelo Sistema Financeiro Habitacional (SFH), onde estão enquadrados os imóveis residenciais de até R$ 800 mil para todo o país, exceto para Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Distrito Federal, cujo limite é de R$ 950 mil, a taxa mínima de juros caiu de 10,25% para 9% ao ano.

Para imóveis enquadrados no Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI), cujos valores dos imóveis são acima dos limites do SFH, a taxa mínima caiu de 11,25% para 10% ao ano.

O percentual do valor a ser financiado dos imóveis usados subiu de 50 para 70%. Para unidades novas, foi mantido o percentual de 80% no teto do financiamento.

.

Taxa de juros da casa própria anunciadas pela Caixa (Foto: Juliane Monteiro/G1)Taxa de juros da casa própria anunciadas pela Caixa (Foto: Juliane Monteiro/G1)

Taxa de juros da casa própria anunciadas pela Caixa (Foto: Juliane Monteiro/G1)

Fonte: G1

Trabalhador deve ficar atento para prazo de saque do abono-salarial 2016

Foto: Google Imagens

Trabalhadores com direito ao abono salarial ano-base 2016 têm até o dia 29 de junho deste ano para sacar o beneficio.

De acordo com o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), mais de 21,7 milhões de trabalhadores já realizaram os saques, que totalizaram R$ 16,1 bilhões.

Ainda há mais de R$ 2 bilhões disponíveis para serem pagos a 2,7 milhões de pessoas.

O Abono Salarial ano-base PIS/Pasep exercício 2017/2018 começou a ser pago em 27 de julho de 2017 e já foi acessado por 88,9% do total de trabalhadores com direito ao saque.

O valor do beneficio é proporcional à quantidade de meses trabalhados em 2016 e varia de R$ 80 a R$ 954.

Os recursos que não forem retirados até o prazo final vão voltar para Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) e serão usados para o pagamento do Seguro-Desemprego e do Abono Salarial do próximo ano.

Para ter direito ao abono salarial ano-base 2016, é preciso ter trabalhado formalmente por pelo menos 30 dias naquele ano, ter remuneração média de até dois salários mínimos no período, estar inscrito no Programa de Integração Social (PIS) ou no Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) há pelo menos cinco anos e ter os dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

Fonte: OBC